Mais Lidas

Coroa de cenouras

PM homenageia cavalo que atua em batalhão há 30 anos

Senhor de 33 anos, testemunha de grandes momentos da história nacional

acessibilidade:

Há 30 anos prestando serviços para a Polícia Militar do Distrito Federal, o cavalo Galeto, da raça Criolo, completa 33 anos nesta sexta-feira (19) e será homenageado, em ato solene, com uma coroa de cenoura.

Galeto nasceu no Estado do Rio Grande do Sul, no ano de 1983, quando completou três anos veio para Brasília e foi integrado à corporação. Desde então, virou testemunha da história política nacional, prestando serviço em grandes eventos, como por exemplo, no Badernaço em 1986 e no Movimento dos Caras Pintadas em 1992.

Desde lá, ele participou de todos os atos, mas infelizmente a idade pesou e ele não aguentou participar da Copa do Mundo. A média de vida de um cavalo é de 20 à 27 anos, Galeto com seus 33 anos, pode ser comparado a um homem de 99 anos.

Hoje Galeto está aposentado do policiamente ostensivo e presta apenas serviços sociais, sendo um dos integrantes da Equoterapia. A pelagem preta está dando lugar aos pelos cinzas, e por isso ele ganhou o apelido carinhoso de Fumaça.

Galeto é membro do Regimento de Polícia Montada (RPMON) que coincidentemente, também está completando 33 anos de formação hoje. Para as comemorações uma programação variada está acontecendo neste final de semana, 19 a 21, com campeonatos de saltos, passeios a cavalos e pôneis, arvorismo, festival medieval, food trucks e brinquedos infláveis.