Mais Lidas

operação vácuo

PF investiga suposta aquisição fraudulenta de respiradores em município de MG

De acordo com as investigações, o preço pago pela locação dos aparelhos supera o valor do bem

acessibilidade:
A Polícia Federal deflagra operação contra corrupção e fraude em licitações em prefeitura do Rio Grande do Norte. Foto: Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (20), ação para investigar uma suposta aquisição superfaturada de equipamentos médicos realizada pela Prefeitura de Coronel Fabriciano, Minas Gerais. O prejuízo causado aos cofres públicos está estimado R$ 414 mil, segundo a Controladoria Geral da União.

De acordo com as investigações, a empresa contratada pela prefeitura teria vendido dois ventiladores pulmonares e alugado outros 10, sendo que o valor do aluguel por seis meses supera o valor de compra dos equipamentos.

Além do superfaturamento do contrato, a Polícia Federal ainda apura se os respiradores foram de fato entregues à Saúde do município. Ainda há indícios de que a empresa escolhida para prestar o serviço seja laranja.

Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão, os agentes federais também inspecionaram os locais onde os aparelhos médicos foram instalados. As ordens foram expedidas pela 2ª Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Ipatinga, Minas. A Justiça também determinou o bloqueio de bens e valores em nome de todos os investigados.

 

 

 

Vídeos Relacionados