Mais Lidas

Amazônia.com

PF combate venda de terras públicas da Amazônia em redes sociais

Investigação foca em desmatamento e no comércio das terras em Rondônia

acessibilidade:
Floresta Amazônica Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (28), em Rondônia, a Operação Amazonia.com, para combater o desmatamento e a venda ilegal de terras públicas por meio de redes sociais, em desacordo com as previsões e determinações legais.

A ação cumpre seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Velho, Monte Negro, Cujubim e Humaitá, expedidos pela 7ª Vara Criminal da Justiça Federal de Porto Velho e pela 2ª Vara da Justiça Estadual de Machadinho d´Oeste.

As investigações tiveram início em fevereiro de 2021, após a veiculação pela mídia de reportagem investigativa denunciando o desmatamento e a venda de terras públicas nos Estados de Rondônia e Amazonas, por meio de redes sociais por particulares, inclusive dentro de unidades de conservação e terras indígenas, regiões dentro da circunscrição da Superintendência Regional da Polícia Federal em Rondônia.

Utilizando-se de um repórter encoberto, a emissora manteve contato direto com pessoas que teriam postado anúncios ofertando venda de terras de domínio público sem os registros necessários. Em alguns dos anúncios, os investigados ofertam imóveis rurais na região amazônica com 830 hectares por valores que atingem a cifra de R$ 1,6 milhão.

Os investigados serão ouvidos pela Polícia Federal e responderão pelos crimes de estelionato, invasão de terras da União, Estados e Municípios e desmatamento em terras de domínio público. (Com informações da Comunicação Social da PF em Rondônia)