Pec do Quinquênio

Penduricalho de Pacheco para juízes custará R$1,8 bilhão

Proposta está na pauta desta quarta-feira (17) da CCJ do Senado

acessibilidade:
Rodrigo Pacheco (E) e Davi ALcolumbre (D)(Foto: Agência Senado).

O penduricalho inventado pelo senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG) para engordar os vencimentos de juízes e procuradores terá impacto nos cofres públicos de R$1,8 bilhão por ano.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) está pautada para ser votada nesta quarta-feira (17) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), comandada pelo senador Davi Alcolumbre (União-AP). O relator Eduardo Gomes (PL-TO) deu parecer favorável ao projeto.

Pelo projeto, carreiristas da magistratura e do Ministério Público vão receber um bônus de 5% em cima do salário a cada cinco anos até atingir o máximo de 35% do teto constitucional, hoje em R$44.008,52.

O economista Daniel Duque, que elaborou o levantamento, criticou a proposta.

A realidade do cidadão brasileiro está muito distante dessa pequena parcela de servidores que recebem benefícios exorbitantes”, disse ao Estadão ao considerar “inaceitável discutir um novo privilégio”.

 

 

Reportar Erro