Mais Lidas

rombo milionário

Empresário suspeito de comandar maior esquema de pirâmide do país é preso no Rio

Fraudes cometidas por Jonas Jaimovick chegam a mais de R$ 170 milhões

acessibilidade:
Jonas Jaimovick é suspeito pelo rombo de mais de R$ 170 milhões de clientes investidores em esquema de pirâmide. Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Rio de Janeiro, por meio de sua Delegacia de Defraudações, prendeu na manhã de hoje (9) o dono da JJ Invest pela suspeita de fraudes em contratos no maior esquema de pirâmide financeira do país.

Jonas Jaimovick é investigado pelo prejuízo de mais de R$ 170 milhões causado a seus investidores. Segundo a polícia, existem aproximadamente 3 mil vítimas do esquema em todo o país, algumas com perdas de mais de R$ 1 milhão.

Além de Jonas, proprietário da JJ Invest, outras sete pessoas também foram alvo da ação suspeitas de coparticiparem das ações criminosas. O principal suspeito, Jonas, também responde a processos cíveis em São Paulo, Ceará, Recife e Maranhão.

 No Rio de Janeiro, existem outros 30 inquéritos abertos contra Jonas que oferecia aos clientes investidores um lucro de 10% a 15% por mês. Dentre as vítimas do esquema fraudulento, existem artistas e ex-jogadores de futebol.