Reajuste de 18%

Partido Novo lidera abaixo-assinado contra aumento salarial no STF

O objetivo é sensibilizar os parlamentares do Congresso Nacional para não autorizarem o reajuste de 18% dos salários

acessibilidade:
Sede do Supremo Tribunal Federal (STF) - Foto: divulgação.

Os candidatos à Presidência do Partido Novo, Felipe d’Avila e Tiago Mitraud lançaram um abaixo-assinado contra o aumento dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O objetivo da ação é sensibilizar os parlamentares do Congresso Nacional para não autorizarem o reajuste de 18%  dos salários. Atualmente os ministros do STF recebem R$ 39.293,32, com aprovação do aumento, eles passarão a receber R$ 46.366,74.

O Novo ressalta que se o aumento do salário for confirmado pelo Legislativo, “desencadeará uma série de aumentos em todo funcionalismo público, porque o teto para o salário de todo funcionalismo público também será, automaticamente, reajustado”.

O partido pretende recolher 30 mil assinaturas, até o momento cerca de 16 mil brasileiros assinaram a petição. Se você também quiser participar, esse é o link do abaixo-assinado.

Reportar Erro