Mais Lidas

Cinco dias depois

Parentes visitam Lula e parlamentares tentam garantir foto com o petista

Senadores e deputados tentam jeitinho para garantir foto com Lula

acessibilidade:
Petistas acham que cela exclusiva com chuveiro elétrico e televisão para ver jogos do Corinthians não são suficiente

Parentes fizeram a primeira visita ao presidiário Lula na carceragem da Polícia Federal nesta quinta (12), cinco dias depois da prisão. Os filhos do petista Fábio Luís, Luís Claudio e Lurian foram acompanhados pelo advogado Cristiano Zanin.

Enquanto os familiares visitava o ex-presidente, deputados que deveriam estar em Brasília trabalhando foram para Curitiba. Ainda não se sabe se Carlos Zarattini (SP) e Henrique Fontana (RS) pagaram as passagens e outros gastos do próprio bolso, mas o passado recente indica que os gastos podem ser incluídos na cota parlamentar para que o contribuinte banque as despesas. Assim foi feito nos episódios da apresentação da denúncia contra Lula e no velório de dona Marisa.

Dirigentes do PT têm criticado as condições em que Lula está preso porque, na visão deles, cela exclusiva com chuveiro elétrico e televisão para ver jogo do Corinthians não são suficientes.

Depois que governadores deram com a porta na cara, parlamentares de partidos satélites como a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) arquitetaram uma diligência da Comissão de Direitos Humanos do Senado para dar um jeito de visitar o condenado.

o ex-presidente está preso, principalmente a dificuldade de visitar Lula. Na terça-feira (10), a 13ª Vara Federal de Curitiba negou autorização para a entrada de nove-governadores e três senadores na carceragem para uma visita ao ex-presidente. Na Câmara dos Deputados, PT, PSB, PDT, PCdoB e PSOL tentam criar uma comissão externa para acompanhar a situação de Lula na prisão.