Mais Lidas

criançada protegida

Paco Britto e Pafiadache acompanham primeiro dia de vacinação infantil no DF

Distrito Federal recebeu 16 mil doses para fase inicial da campanha de vacinação pediátrica

acessibilidade:
Paco Britto e Pafiadache acompanhando a primeira criança vacinada do DF, o pequeno Carlos Adalberto. Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde

O governador em exercício Paco Britto e o secretário de Saúde do Distrito Federal, general Pafiadache, acompanharam o primeiro dia de vacinação pediátrica contra a Covid-19. Eles compareceram à Unidade Básica de Saúde nº 5 (UBS 5), de Taguatinga, na manhã deste domingo (16).

A primeira etapa do calendário de imunização infantil compreende crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente, além de crianças de 11 anos que não possuam comorbidade.

Paco informou que a capital espera o recebimento de novas doses, pois o carregamento inicial de 16 mil vacinas é insuficiente para atender todo o público-alvo. Entretanto, o vice-governador convida a todos os pais e responsáveis para buscar o quanto antes a dose destinada aos pequenos.

“A presença das pessoas hoje aqui demostra que a população aderiu ao plano de imunização. A expectativa para hoje é utilizar todas as mais de 16 mil doses disponíveis”. “Venham vacinar as crianças. Acredite! Vacina boa é vacina no braço e só assim vamos chegar ao fim da pandemia”, disse.

A imunização é feita em 11 UBSs, existindo em cada uma delas três profissionais para atender os grupos separadamente: crianças com comorbidades; crianças com deficiência; crianças sem comorbidade.

O primeiro vacinado do grupo infantil na capital federal foi o pequeno Carlos Adalberto Pereira, de 8 anos, que tem paralisia cerebral. A mãe de Carlos, Cleci Mata Pereira, 37 anos, foi quem acompanhou e comemorou a imunização. “Graças a Deus meu filho está vacinado, protegido”, disse.

O secretário Pafiadache também garantiu que as novas remessas enviadas pelo Ministério da Saúde suprirão a necessidade da capital. “Aos pais que querem vacinar seus filhos, digo que fiquem tranquilos que vamos imunizar todas as crianças. Aos que ainda estão em dúvida, o conselho é: ‘tragam as crianças para vacinar'”, afirmou o general.

O público-alvo brasiliense é composto por cerca de 40 mil crianças na faixa etária de 5 a 11 anos sem comorbidades. Existem outras 15 mil nesta faixa portadoras de alguma comorbidade.

 

Reportar Erro