Mais Lidas

Cuidados com a saúde

O inverno chegou, saiba como se proteger das doenças típicas da estação

Com o frio, vírus e bactérias encontram ambiente propício à proliferação

acessibilidade:
Foto: Arquivo EBC

O inverno começou nesta quinta-feira (21)  e vai até o dia 23 de setembro, com ele também chegam as doenças típicas da estação, tais como, gripes, resfriados, pneumonia, rinite, bronquite, asma, sinusite, meningite e otite.

Você sabia que essas enfermidades não estão ligadas ao frio, na verdade são as condições do ambiente que favorecem a proliferação de vírus e bactéria, como explica o otorrinolaringologista Stênio Ponte. “Nessa época as pessoas se aglomeram em locais fechados, para ter conforto não abrem vidros e janelas, esse ambiente se torna perfeito para a multiplicação de doenças”.

Os principais causadores de doenças respiratórias são o acúmulo de pó em ambientes fechados, ácaro, pelos de animais de estimação, vírus e ou bactérias.

Os sintomas são específicos para cada doença, mas em geral ocorrem espirros, tosses, febre alta, coriza, irritação no nariz, congestão nasal, dores de cabeça e/ou no rosto. Em casos mais graves, pode ocorrer de faltar o ar. Além disso, a ausência do sol deixa o ar mais gelado, podendo irritar as vias aéreas de pessoas mais sensíveis. A poluição e o fumo podem desencadear e agravar doenças no sistema respiratório.

Papais e mamães precisam ficar atentos, pois as crianças são as que mais sofrem nessa época, por isso a pediatra Andréa Kasmim dá algumas dicas para evitar que os pequeninos fiquem doentes.

1-Não levar os filhos com resfriado para a escola ou creche, pois além do repouso necessário para a recuperação, será evitado que a criança transmita o vírus para as outras crianças.

2-Evitar que pessoas com gripes ou resfriados fiquem em contato direto com os seus filhos pequenos, dentro da sua própria casa. Caso os pais ou irmãos maiores estejam com resfriado, é recomendado o uso de máscaras comuns, que são vendidas em farmácias,  quando estão perto destas crianças, especialmente, se for um bebê.

3-Evitar sair de casa com bebês com menos de quatro meses de idade para lugares com aglomerações de pessoas. Nessa idade, as defesas do organismo ainda não estão desenvolvidas, sendo muito mais propenso a contrair doenças com mais complicações.

4-Manter a vacinação adequada e em dia.

5-Fazer o aleitamento materno que, além de ser o alimento ideal para os bebês até o sexto mês de vida, transmite anticorpos da mãe que os protegerão de um grande número de doenças.

6-Manter a casa e principalmente o quarto das crianças arejado e limpo. É importante não ter nada que possa acumular pó, pois os ácaros (grande causador de alergias respiratórias) costumam se fixar em objetos como bichinhos de pelúcia, tapetes, cortinas, protetor de berço, mosquiteiro, almofadas, caixas de brinquedos, entre outros.

7-Manter os animais de estimação no quintal.

8-Não fumar e não permitir que fumem dentro da sua casa, em nenhum cômodo, pois a fumaça de cigarros irrita as vias respiratórias.

9-Consultar sempre um pediatra e procurar evitar de ir ao Pronto Socorro com o seu filho sem necessidade, pois neste local ele poderá ficar ao lado de outras crianças que podem estar com doenças contagiosas graves.

10- Nesta época de clima mais seco, deve-se umidificar os ambientes nos quais o seu filho passa maior tempo, para amenizar possíveis irritações de pele e mucosas.