Regularização de imóvel

‘O Haddad não dá jeitinho’, diz deputado petista

Tatto diz que regularização de sobrado não teve irregularidade

acessibilidade:

O deputado estadual Ênio Tatto (PT), que teve um sobrado regularizado pelo prefeito Fernando Haddad na quinta-feira passada, dia 10, depois de 11 anos de tentativas, afirmou na manhã desta segunda, 14, que não viu “nada de errado” no ato do prefeito de São Paulo.

A regularização foi informada aqui: Haddad regulariza imóvel de petista Ênio Tatto.

“Não sou engenheiro, tem um engenheiro cuidando disso para mim. Soube da regularização por causa da notícia. Até que enfim regularizou. Não vi nada de errado, é uma coisa deles na Prefeitura”, disse o deputado.

Ante os questionamentos, Ênio Tatto ironizou: “Você acha que o Haddad, com aquela cara de ‘desonesto’, vai dar um jeitinho? O Haddad não dá jeitinho, não tinha nada que colocar ‘ ‘Haddad’ nessa história”, esbravejou, indignado.

Tatto, irmão do secretário de Transportes, Jilmar Tatto, e do líder do governo da Câmara Municipal, Arselino Tatto, tinha um sobrado com um terço da área considerada irregular pela Subprefeitura de Santo Amaro. Ele abriu um processo para regularização em 2004, que foi indeferido nas três instâncias que passou até chegar na mesa do prefeito. A alegação é que a documentação juntada pelo deputado não conseguia regularizar a área. O gabinete do prefeito, ao ser questionado sobre o assunto, enviou um parecer técnico que subsidiou a decisão do prefeito de regularizar o sobrado. 

O gabinete do prefeito é a última instância recursal para procedimentos de licenciamento de imóveis na cidade. Haddad pretende mudar isso. O novo Código de Obras e Edificações proposto por ele no mês passado corta de cinco para três as possibilidades de recursos, tendo a instância mais alta o secretário de Licenciamentos — não mais seu gabinete. (AE)

Reportar Erro