Mais Lidas

Crise energética

Nova CPI deve investigar decadência da Eletrobras Alagoas

Deputado Pastor João Luiz propõe CPI contra estatal de energia

acessibilidade:

O deputado Pastor João Luiz (DEM) decidiu propor a criação de CPI para investigar a Eletrobrás Alagoas, distribuidora de energia que é considerada a pior do Nordeste e terceira pior do País. O parlamentar acha que os deputados estaduais têm o dever de verificar como a empresa atingiu o estágio anual de decadência na qualidade dos seus serviços.

– Irei protocolar o pedido de CPI, caso consiga as sete assinaturas necessárias, para que possamos entender o que está por trás desse mau atendimento da Eletrobrás Alagoas – afirmou.

João Luiz mencionou os diversos tipos de reclamações dos usuários da capital e do interior, como cobranças indevidas, péssimo fornecimento de energia elétrica, queda e falta de energia constantes e baixa no Serasa não efetuada.

“Segundo o ranking de qualidade da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), a Eletrobras/AL é a pior do Nordeste e a terceira pior do País na prestação de serviços”, destacou o Pastor João Luiz.

Os deputados Inácio Loiola (PSB), Rodrigo Cunha (PSDB) e Jó Pereira (DEM) também se mostraram preocupados com o problema. Jó Pereira se comprometeu em assinar o requerimento de criação da CPI.

Rodrigo Cunha observou que a forma de comunicação sobre os direitos do consumidor “são obscuras” no que diz respeito a precariedade na prestação dos serviços elétricos. “Essa forma obscura faz com que a população desconheça os seus direitos”, observou.

Por outro lado, Inácio Loila lembrou que na Legislatura passada a Casa realizou uma CPI da Eletrobras, que foi presidida pelo deputado Ronaldo Medeiros (PT) e, mesmo assim, os problemas continuam. Loiola observou que há uma forte crise no setor elétrico brasileiro, já falido. “É um problema seríssimo que o Brasil enfrenta hoje. Mais cedo ou mais tarde tudo vai parar. Não temos energia suficiente para atender a demanda da população”, avaliou Loiola.