Mais Lidas

I Encontro da Rede

Nardes destaca Rede de Controladorias para identificar gargalos

As controladorias combatem-se os desvios, diz ministro do TCU

acessibilidade:

Instrumentalizar as Controladorias municipais e unificar a metodologia de trabalho são os objetivos do Acordo de Cooperação Técnica que instituiu a Rede de Controladorias do Estado de Alagoas, lançada nesta quarta-feira (14), pela Controladoria Geral do Estado.

 

O I Encontro da Rede reuniu controladores e assessores de controle interno dos municípios alagoanos. Para oficializar a Rede foi assinado pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Otávio Lessa, pela controladora do Estado, Maria Clara Bugarim e o presidente da Associação dos Municípios de Alagoas (AMA) o Acordo de Cooperação Técnica que especifica as atribuições de cada instituição.

 

A primeira edição do encontro recebeu o ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes, que falou sobre “Governança no setor público”. Nardes fez uma abordagem sobre os desafios para alcançar o desenvolvimento e implantar a metodologia de governança.

 

O ministro defendeu a política de contingenciamento e a eficiência na aplicabilidade dos recursos, quando também destacou a importância do controle interno para a transformação dos Estados.

 

“Sem controle, não temos como comandar um Estado; sem melhorias de governança, não tem como combater os desvios”, ressaltou o ministro.

 

Finalizando a palestra, o ministro disse que a iniciativa de criar a Rede em Alagoas é “desafiadora e importante para identificar os gargalos”. “Fico feliz de fazer parte desse momento que é histórico; é bom saber que não queremos mais a política do toma lá da cá”, concluiu.

 

Na solenidade, o governador Renan Filho ressaltou que não há transparência sem controle e destacou a participação dos municípios nesse processo. Para o governador, é necessário criar mecanismos unificados para facilitar os trabalhos do controle em Alagoas.

 

“Boa parte dos equívocos ocorrem por falta de conhecimento e por isso é importante integrar as controladorias de todo o Estado. Trocar ideias, compartilhar conhecimento, isso torna mais eficaz o trabalho”, disse o governador.

 

Em seu discurso, a controladora Maria Clara Bugarim, mencionou a crise do país como uma oportunidade para buscar as saídas para os grandes problemas que afligem a nação.