Mais Lidas

Operação Drácon

MPDFT denuncia distritais e pede afastamento cautelar dos mandatos

Eles são suspeitos de destinar emendas em troca de propina

acessibilidade:

O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) denunciou cinco deputados distritais por corrupção passiva. Eles são suspeitos de destinar emendas parlamentares para a área de saúde em troca de propina no caso que ficou conhecido por ‘UTIgate’. Eles são investigados na Operação Drácon.

Os denunciados foram a presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão (PPS), os membros da Mesa Diretora Júlio César (PRB), Bispo Renato Andrade (PR) e Raimundo Ribeiro (PPS), além de Cristiano Araújo (PSD).

Também foram denunciados o ex-secretário geral da Mesa Diretora, Valério Campos; o ex-diretor do Fundo de Saúde do DF, Ricardo Cardoso dos Santos; e o secretário da 3ª Secretaria, Alexandre Braga Cerqueira.

Os promotores pediram à Justiça o afastamento cautelar dos parlamentares de seus mandatos. A intenção, segundo o MPDFT, é preservar provas judiciais e investigações em curso e impedir a prática de novos crimes.