Mais Lidas

Mês das mulheres

Ministério da Mulher lança Programa Mulher Segura e Protegida no DF

As açoes são resultado da união do Governo do DF e o Governo Federal

acessibilidade:
A primeira Casa da Mulher Brasileira ficava na Asa Norte Foto: Renato Alves/GDF

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, (8) o Governo do Distrito Federal  juntamente com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) lançam hoje, uma série de medidas que reforçam o combate à violência de gênero, além do acolhimento e capacitação das vítimas de violência doméstica e familiar.

O Programa Mulher Segura e Protegida, de autoria do Ministério da Mulher prevê, entre outras ações, a reabertura da Casa da Mulher Brasileira (CMB), no Distrito Federal. A primeira Casa da Mulher Brasileira do DF era localizada na Asa Norte, porém em 2018 ela foi interditada pela Defesa Civil. Agora ela terá sua estrutura transferida para a cidade da Ceilândia. O contrato de aluguel do novo espaço foi assinado hoje.

Também serão construídas quatro novas Casas para atender as mulheres que vivem em Sobradinho II, Sol Nascente, Recanto das Emas e São Sebastião. O valor total dos contratos é de R$ 6,396 milhões, recursos vindos de emendas parlamentares da bancada federal do DF para construção e compra de equipamentos das novas unidades.

 

Todas as ações serão coordenadas pela Secretaria da Mulher do DF, a secretária Ericka Filippelli comemora a reabertura de espaços de acolhimentos tão importantes para as mulheres. “A Casa da Mulher Brasileira, mais do que um equipamento de atendimento à mulher em situação de violência, é uma casa de oportunidade que vai cuidar dessa mulher de forma integrada e abrir portas para que ela tenha uma nova perspectiva de vida. É um presente do Governo Federal e do GDF para as mulheres do DF, que nasce no coração da maior cidade do DF: a Ceilândia”.

A Casa da Mulher Brasileira é um espaço que une serviços de atendimento às mulheres em situação de violência. Quando chegam, elas passam pelo acolhimento e triagem e recebem apoio psicossocial. Em um mesmo espaço, estão reunidos delegacia especializada, Promotoria de Justiça especializada, Núcleo Especializado da Defensoria Pública, Juizado de Violência Doméstica, alojamento de passagem, brinquedoteca, central de transporte e ações de autonomia econômica.

Muito Mais Mulher
A abertura oficial do calendário de ações da Secretaria da Mulher, durante o mês de março, ainda prevê o lançamento de programas voltados à promoção da saúde e para a capacitação da mulher. Um deles é o projeto “Cuide-se”, em parceria com a Secretaria de Saúde e com o SESC, que irá levar o Ônibus da Mulher para todas as cidades do DF e Entorno, e também para a zona rural, com a oferta de atendimentos e ações preventivas de saúde.

Em parceria com o Instituto BRB, a Secretaria da Mulher irá presentear o DF com o “Mão na Massa”, um programa financiado pelo Cartão da Mulher, do BRB, que vai capacitar, na área de gastronomia, mulheres em situação de vulnerabilidade. A ideia é que, por meio da autonomia econômica, elas possam empreender e reescrever a própria história.

Uma agenda integrada com as ações especiais de todas as secretarias do GDF, realizadas durante o mês da mulher, como rodas de conversa virtuais; lives; ações presenciais; oficinas de capacitação; exposições; palestras; apresentações musicais, entre outras, será lançada no evento e a programação completa estará disponível em PDF.