Mais Lidas

Operação Drácon

Mesa Diretora suspende processo de cassação contra distritais investigados

Com a decisão, os cinco deputados podem ter os mandatos salvos

acessibilidade:

Os deputados distritais envolvidos na Operação Drácon respiram aliviados, pelo menos na Câmara Legislativa. A atual Mesa Diretora decidiu paralisar o processo de cassação contra os cinco parlamentares: Celina Leão (PPS), Raimundo Ribeiro (PSDB), Júlio César (PRB), Bispo Renato (PR) e Cristiano Araújo (PSD). Com a decisão, eles podem ter os mandatos salvos.

A notícia vem como um balde de água fria para a população, que está mais atenta aos trabalhos na Câmara e cobra honestidade dos políticos escolhidos para representá-la. Os movimentos populares que assinaram os pedidos para a cassação dos mandatos pretendem se mobilizar.

Por enquanto, só o processo contra Liliane Roriz (PTB) vai continuar em tramitação. O caso é relacionado com outros fatos e tramita desde 2015.

O motivo do congelamento do processo, segundo a Mesa Diretora, é para esperar um novo fato, como uma denúncia ou condenação. A decisão foi unânime. O presidente interino da Casa, Juarezão (PSB), diz que as denúncias não serão ‘engavetadas’ e afirma que é necessário um pronunciamento do MP e da Justiça antes de dar prosseguimento. O MP pediu prazo de dois meses para continuar a investigação.

Operação Drácon

A Polícia Civil e o Ministério Público do DF investigam supostos pagamentos de propina em repasses para empresas ligadas à saúde pública do DF. Em 23 de agosto, a PC cumpriu mandados de busca e apreensão na Câmara Legislativa, além de oito de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a depor. Depois disso, os integrantes da Mesa Diretora acabaram afastados, consequentemente, Celina Leão foi afastada da presidência da Casa.

Vídeos Relacionados