Pesquisa Ipec

Mais de 70% dos brasileiros se consideram de centro ou de direita

De acordo com o levantamento, 37% do eleitorado se considera no centro do espectro político e 35% se veem como conservadores à direita

acessibilidade:
Zerésima sendo emitida em urna eletrônica. Botão verde de confirmar é apertado por pessoa com relógio prateado
A partir de 6 de julho, algumas condutas de agentes públicos, como a realização de nomeações, exonerações e outras, são proibidas. (Foto: Augusto/Secom TSE/Arquivo).

Levantamento do Ipec (ex-Ibope) revela que a maior parte do eleitorado brasileiro (37%) se considera de centro no espectro político. O número é bem próximo aos 35% que se veem como de direita e ambos são maiores que os 26% que se identificam com os valores da esquerda.

Para chegar ao resultado, o Ipec criou uma gradação de 0 a 10. Nesse caso, 15% se classificaram como 0, completamente de esquerda, e 23% responderam 10, completamente à direita.

Mudando um pouco a pergunta, mas usando a mesma sistemática, 27% disseram ser completamente conservadores e 23% se colocaram como totalmente progressistas.

O Ipec ouviu 2.512 eleitores de 158 municípios entre os dias 9 e 11 de setembro. O nível de confiança, segundo o ex-Ibope, é de 95% e a margem de erro é de 2% para mais ou menos. O levantamento está registrado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01390/2022.