Gradativo e híbrido

Maceió retoma aulas presenciais na segunda, com segurança contra covid

Escolas foram reestruturadas e profissionais e alunos seguirão protocolos sanitários

acessibilidade:
Profissionais da rede de ensino de Maceió preparados para receber alunos na reabertura das escolas. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

Prometendo planejamento e segurança, com a adoção de um rígido protocolo sanitário para evitar o risco de infecção pelo coronavírus, a Prefeitura de Maceió anunciou nesta sexta-feira (20) que retoma as aulas presenciais na rede pública municipal de ensino na segunda-feira (23). O retorno é gradativo, escalonado e no formato híbrido (com atividades na escola e remotas).

Das 148 unidades de ensino que são de responsabilidade do município, cerca de 80% delas devem voltar os trabalhos presenciais neste primeiro momento, conforme previsão da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Algumas estão em fase final de reforma e será marcada uma data para que o novo calendário seja colocado em prática nestes locais, sem prejuízo algum aos matriculados.

Para receber os alunos e os servidores, após um ano e meio sem atividades presenciais por causa do avanço da pandemia da Covid-19, as escolas passaram por reparos na estrutura, retoques da pintura, limpeza das áreas interna e externa, além de etiquetagem para marcação das mensagens contendo as medidas obrigatórias de higiene a serem seguidas por todos.

Escola Municipal Maria José Carrascosa em Maceió. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

Inicialmente, conforme o cronograma estabelecido pela Comissão Intersetorial da Semed para Enfrentamento ao Coronavírus, as aulas com presença da comunidade escolar serão acompanhadas por metade das turmas, e em dias alternados da semana. Outros 50% assistirão ao conteúdo de forma online, fazendo o revezamento.

Quando estiverem de casa, os alunos vão receber da escola roteiros de estudos, com atividades seguindo o planejamento do professor. O ensino remoto será como um complemento das aulas presenciais. Vale ressaltar que a forma de atendimento da comunidade escolar com a modalidade híbrida não altera a carga horária do professor.

Os estudantes que são do público-alvo da educação especial também poderão retornar nesta segunda-feira. Para estes, a rede municipal assegura uma volta segura e planejada, observando as particularidades em parceria com os profissionais do Atendimento Educacional Especializado (AEE), da Sala de Recursos Multifuncionais (SRN), do Serviço de Atendimento Educacional Especializado Bilíngue (SAEEB) e dos professores intérpretes e instrutores de Libras.

Há regras definidas, também, para o atendimento individualizado destes alunos, respeitando o distanciamento social de 1,5 metros, sendo uma ou duas vezes por semana, a depender das necessidades e tempo de cada estudante.

Por outro lado, o ensino à distância deve continuar para os que apresentem comorbidades ou àqueles que os pais/responsáveis estão receosos e não querem, por enquanto, as atividades presenciais. Para casos assim, o Conselho Nacional de Educação (CNE) emitiu parecer por meio do qual se permite esta decisão e orienta a rede a se pautar na formação integral dos estudantes, independentemente de a oferta ser presencial ou remota.

Totem com álcool em gel em escola municipal de Maceió. Foto: Itawi Albuquerque/Secom Maceió

Protocolos

Quanto às regras sanitárias, a Semed informa que se preparou para a acolhida dos estudantes, de seus familiares e dos servidores. Para isso, adotou um protocolo com normas voltadas ao ensino, avaliando que a estratégia garante a retomada segura, sem oferecer riscos à comunidade escolar.

Diante da realidade de cada unidade de ensino, a direção poderá escolher o melhor horário para chegada do corpo discente, o atendimento durante o intervalo das aulas e a saída de todos para evitar possíveis aglomerações. Além disso, todos os frequentadores da escola devem estar utilizando a máscara facial de proteção da maneira correta (cobrindo o nariz e a boca).

Obrigatoriamente, os colégios oferecerão álcool em gel 70% para uso coletivo, assim como orientarão para a lavagem frequente das mãos, com água e sabão. A aferição da temperatura de todos os profissionais da educação, estudantes e colaboradores será feita logo na entrada.

A Semed também promete organizar a rotina e a escala de limpeza do equipamento, assim como manter, sempre que possível, portas e janelas abertas destas unidades para ventilação do ambiente.

Apesar destas medidas, o órgão tem orientado os servidores para mapear e atualizar casos de estudantes em condições de comorbidade e estar atentos aos possíveis episódios de infecção pelo coronavírus. Se estas situações acontecerem, a recomendação é para afastamento imediato. (Com informações da Secom Maceió)