R$ 3,6 bilhões

Rui Costa diz que governo vai recompor emendas no orçamento

Declaração foi dado após audiência no Senado.

acessibilidade:
O ministro Rui Costa em audiência no Senado Federal. (Foto: Extração Tv Câmara)

Após deixar audiência no Senado, nesta terça-feira (30), o ministro da Casa Civil do governo Lula, Rui Costa, afirmou que o acordo pela recomposição de R$ 3,6 bilhões em emendas parlamentares será honrado pelo governo petista.

Após irritar o Congresso com os vetos do presidente Lula ao orçamento que empodera o Legislativo, o governo dá sinal de recuo e afirma, por meio do ministro, que o assunto “está resolvido. Os desafios são outros. Esse está resolvido”, afirmou sem dar detalhes.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que enquanto tramitou na Câmara, teve relatoria do deputado Danilo Forte (União-CE) previa R$ 11 bilhões em emendas.  Posteriormente, o Congresso aprovou mais R$ 5,6 bilhões, que foram vetados pelo presidente da República.

O desafio da articulação do governo é cravar acordo com o Legislativo para recompor R$ 3,6 bilhões da verba. “Eu acho que faz parte do funcionamento, do diálogo”, acrescentou o ministro.

O instrumento do Planalto para garantir a recomposição será o adiantamento de R$ 15 bilhões em arrecadação por meio de um “jabuti” de um projeto que recria o Seguro DPVAT. “A informação que eu tive é que está marcada já para a semana que vem, a votação”, arrematou Rui Costa.

Reportar Erro