Arranjo político

‘Ninguém falou nada comigo’, diz presidente do Republicanos sobre saída de Tarcísio

Entorno de Valdemar aguarda mudança do governador de São Paulo para ainda este ano.

acessibilidade:
Marcos Pereira (REPUBLICANOS-SP) (Foto: Agência Câmara)

O Diário do Poder consultou o presidente do Republicanos, deputado Marcos Pereira, sobre eventual saída do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas,  do partido em que se consagrou um dos mais poderosos mandatários do Brasil,  para migrar ao Partido Liberal (PL), sigla que tem como um dos principais nomes o seu padrinho na política, o ex-presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Ninguém falou nada comigo. Não posso comentar algo que não fui formalmente comunicado”, ponderou Pereira.

No entorno do chefe partidário, interlocutores apaziguam o impasse rotulando os rumores sobre a saída de Tarcísio como mera fofoca de corredor. “É assunto recorrente – a mesma história de sempre“, disse um dos interlocutores.

Já nos arredores de Valdemar Costa Neto, presidente do partido considerado como o maior da direita no país, a mudança de Tarcísio de Freitas ao PL é dada como certa e deve ocorrer ainda este ano. “Na nossa última reunião, Valdemar disse que Tarcísio vai vir sim e vai ter festa bonita”. 

Políticos bolsonaristas passaram a integrar o Republicanos como parte dos arranjos feitos durante as eleições de 2022, visando distribuição de apoio equilibrada à Bolsonaro em diferentes frentes partidárias. Mas a relação azedou desde que o partido emplacou o deputado pernambucano Silvio Costa Filho como ministro de Portos e Aeroportos no governo Lula e desde que o governo lulista passou a considerar o Republicanos como uma dos partidos que lhe dão sustentação no Parlamento.