Segue o vexame

Autor da expressão ‘anão diplomático’ cita apoio dos brasileiros a Israel

Em post na rede social X,  Yigal Palmor endossa que Lula é ‘querido dos palestinos’  

acessibilidade:
Em post na rede social X, Yigal Palmor endossa que Lula é ‘querido dos palestinos’. (Foto: redes sociais)

Yigal Palmor, ex-porta-voz da chancelaria de Israel, envolto na polêmica que cravou sobre o Brasil a pecha de ‘anão diplomático’, em 2014, voltou a criticar o país, dessa vez, usando a rede social X.

A avaliação de Palmor sobre o Brasil desencadeou crise diplomática que demandou a intervenção do então presidente Rauyen Rivlin, que telefonou para pedir desculpas a presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Mas Yigal Palmor voltou a alfinetar o clã petista no Brasil, agora repercutindo notícia sobre uma pesquisa do instituto Real Big Data, que mostrou que 66% dos brasileiros acham que Israel está correto em sua reação ao Hamas e que 77% da população é contra as posições do presidente Lula a respeito do conflito.

No domingo (18), dia da declaração de Lula que desencadeou crise institucional com Israel, Palmor, compartilhou postagem que fazia menção ao ‘mal-estar’ com o governo de Dilma Roussef em 2014. “Eu proponho recrutar [Palmor] para o serviço de reservista para lembrar o Brasil sobre ser um anão diplomático e também para recordá-lo do 7 a 1”, desdenhou o texto compartilhado pelo ex-porta—voz.

A publicação também fez crítica central ao governo Lula. “A América do Sul produziu, ao longo dos anos, líderes antissemitas que conduziram seus Estados à crise e ao fracasso. O querido dos palestinos, Hugo Chávez, da Venezuela, foi um deles. O presidente do Brasil, Lula, terminará como ele”. 

(18% הצדיקו את חמאס) ו-77% מתנגדים לדברי הנשיא לולה שטען שישראל מבצעת מעשי טרור בעזה. 73% רוצים שברזיל תגדיר רשמית את חמאס כארגון טרור https://t.co/8psipaXxsh

— Yigal Palmor (@YigalPalmor) February 19, 2024

מציע לגייס לשירות מילואים את @YigalPalmor
שיזכיר לברזיל שהיא “גמדה דיפלומטית”
ואולי גם יזכיר לה את ה-7:1…https://t.co/6rUrQAiRrf https://t.co/9r5nQamY4c

— Amihai Bannett (@israelconnect) February 18, 2024

Reportar Erro