Mais Lidas

Para Pacheco

Kajuru entrega 2,6 milhões de assinaturas pelo impeachment do ministro Alexandre de Moraes

Kajuru foi acompanhado dos senadores Styvenson Valenti e Eduardo Girão, ambos do Podemos

acessibilidade:

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) entregou ao presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), na tarde desta sexta-feira (26), o abaixo-assinado com mais de 2,6 milhões de assinaturas pelo pedido de impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

As assinaturas começaram a ser recolhidas na segunda-feira (15), na quarta (17) o documento já contava com a adesão de mais de 2,5 milhões de brasileiros, um recorde nacional. Para se ter ideia, em 2015, o abaixo-assinado pelo impeachment de Dilma, levou 6 meses para chegar a 2 milhões de adesões. O de Moraes demorou dois dias.

No texto, criado pelo comentarista da rede CNN Caio Coppolla, as alegações do requerimento em desfavor de Moraes são:

“Tal representação se fundamenta em robusta DENÚNCIA POR CRIMES DE RESPONSABILIDADE praticados por esse Ministro do STF, protocolada pelo Senador Jorge Kajuru. Em especial, preocupam-nos as insistentes AGRESSÕES ÀS GARANTIAS DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO E DE IMPRENSA, bem como a recente VIOLAÇÃO À IMUNIDADE PARLAMENTAR, essenciais para a crítica e a fiscalização dos Poderes da República, ainda mais num momento de crise e pandemia”.

Para o senador Kajuru, Moraes cometeu “crime de responsabilidade” quando conduziu o”Inquérito da Fake News”, iniciado há dois anos no caso das supostas fake news e ameaças direcionadas aos ministros do Supremo. Considerando os erros cometidos na Corte, o senador ainda avalia que a conduta de Alexandre de Moraes é questionável e digna de CPI desde quando ocupava cargo na Secretaria de Segurança de São Paulo.

Vídeos Relacionados