Mais Lidas

Representação do Psol

Já notificado, BRB promete esclarecer MPDF crédito imobiliário a Flávio Bolsonaro

Banco confirma que o senador contratou taxas maiores que 87% dos seus clientes

acessibilidade:
A casa adquirida pelo senador no Lago Sul, em Brasília, tem 1.100 metros quadrados de área construída - Foto: reprodução.

O BRB já foi notificado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) a informar os detalhes do financiamento imobiliário ao senador Flávio Bolsonaro (Rep-RJ). O presidente do banco, Paulo Henrique Costa, promete que o BRB “providenciará todas as respostas”.

Uma das questões sob investigação é a renda apresentada pelo senador, superior à que está mencionada na escritura. O banco explicou que o registro na escritura se destina exclusivamente à definição da cobertura de seguro e não ao valor do imóvel.

A suspeita é que o político obteve taxas de juros inferiores, no financiamento de R$3,1 milhões dos R$6 milhões pagos por uma casa 1.100 metros quadrados adquirida no Lago Sul, em Brasília, mas, como o Diário do Poder já informou em 10 de março, ocorreu exatamente o contrário, de acordo com o BRB.

O contrato de Flávio Bolsonaro, segundo o banco, prevê taxa de 3,65% ao ano mais IPCA, enquanto 87% dos demais clientes de crédito imobiliário, em 2020, pagam 3,40%.

O procedimento foi aberto em 18 de março, após representação do deputado Ivan Valente (Psol-SP).

O patrimônio do parlamentar não será analisado no procedimento porque essa competência é do Ministério Público Federal.

Reportar Erro