Ainda pode melhorar

Índice de homicídios cai, mas Alagoas ainda é nº 1 no país

Apesar da redução, estado continua em 1º lugar no ranking de homicídios

acessibilidade:

Alagoas foi o Estado com maior redução nos crimes letais de 2011 a 2012, com retração de 10,4%. O índice consta do estudo Mapa da Violência, divulgado nesta terça (27) no jornal O Globo. O resultado reflete o trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar, coordenado pela Secretaria da Defesa Social de Alagoas. As ações incluem aumento do efetivo policial nas ruas, aquisição de novos equipamentos e viaturas para o enfrentamento da criminalidade, trabalho de inteligência da cúpula de segurança e parcerias importantes, como a Força Nacional.

O relatório estatístico de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), elaborado pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC), da Secretaria de Estado da Defesa Social de Alagoas, mostra que também houve uma significativa redução nos crimes violentos que resultaram em óbitos no primeiro trimestre deste ano, respectivamente, apesar do aumento em abril.

Para manter os índices em queda, o secretário da Defesa Social, Diógenes Tenório, tem intensificado os trabalhos para combater a criminalidade e, consequentemente, assegurar a paz para todos os alagoanos.

De acordo com o secretário, ações preventivas e repressivas são realizadas diariamente em todo o Estado, visando à segurança e o bem-estar de todos. ?A polícia tem atuado de forma lúdica, mostrando aos jovens os riscos causados pelas drogas, com inteligência, através de serviços como o Disque-Denúncia 181, com rondas ostensivas nas áreas de maior incidência criminal e de forma integrada com toda a cúpula da Segurança, tornando a elucidação dos crimes mais eficiente e rápida?, explica o secretário.

Nesta terça-feira (27), foi deflagrada a operação conjunta Arapiraca mais Segura, ação conjunta das polícias Civil e Militar, com o apoio da Força Nacional. Mais de cem policiais foram deslocados para realizar abordagens, revistas a veículos e pessoas, com o objetivo de encontrar drogas, armas, veículos em situação irregular e detectar outros crimes na região Agreste de Alagoas. Operações similares já foram realizadas com sucesso em Maceió, Barra de São Miguel, Junqueiro, Murici e Piaçabuçu. Em breve, a polícia divulgará o resultado desta iniciativa.

Na segunda-feira (26), a Polícia Civil de Alagoas prendeu dois homens envolvidos no caso do sequestro relâmpago em que foi vítima o médico cirurgião João Deon, num trecho da estrada da Usina Cachoeira do Meirim, próximo ao Benedito Bentes, em Maceió. No mesmo dia, a polícia concluiu a investigação sobre a morte do sargento José Cícero Gama, em Arapiraca, com a prisão dos dois criminosos menos de 24 horas após o crime. Na sexta-feira (23), militares apreenderam mais de 10kg de maconha durante a abordagem a um veículo no município de Canapi. A droga estava escondida dentro de uma mala. Duas pessoas foram presas. Ag. Alagoas

Reportar Erro