Mais Lidas

Poluição

IMA age contra poluição do rio Niquim, na Barra

Prefeitura da Barra de São Miguel foi intimada a explicar sujeira

acessibilidade:

Quem vai para a Barra de São Miguel com frequência, provavelmente já deve ter testemunhado a imundice do Rio Niquim, localizado próximo a entrada da cidade. Ontem a prefeitura da Barra de São Miguel, foi intimada pelo Instituto do meio Ambiente (IMA) e tem cinco dias para apresentar uma defesa. Uma estação de tratamento de esgoto seria a responsável pela poluição.

A resolução nº 274 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) afirma que é permitida a presença de 1000 NMP (Número Mais Provável) de coliformes Termotolerantes, fecais, em cada 100mL de água analisada. As amostras do rio Niquim estavam excessivamente acima desse parâmetro, chegando a passar de 1,6×10¹?/100mL. 

O diretor de monitoramento e fiscalização do Instituto, Ermi Ferrari, demonstrou preocupação com o quadro ambiental. “A legislação permite o prazo de cinco dias para a defesa prévia, após esse período a prefeitura poderá até ser multada. Mas, nossa maior preocupação agora é que o problema seja resolvido porque o impacto é grande para o meio ambiente e para os usuários daquela água”, disse ele.