Em São Paulo

Ilustrador Elifas Andreato morre em São Paulo, aos 76 anos

Artista plástico ilustrou a capa de discos, cds e dvds dos maiores cantores brasileiros

acessibilidade:

Elifas Andreato morreu nesta terça-feira (29), aos 76 anos, em São Paulo. De acordo com informações da família, o ilustrador passou mal e apresentou complicações devido a um infarto que ocorreu alguns dias atrás. O corpo será velado no crematório da Vila Alpina, em São Paulo, nesta tarde.

Por meio das redes sociais, familiares e amigos prestaram as últimas homenagens ao artista plástico. No Instagram, o irmão do artista Elias Andreato falou sobre a perda enalteceu “o trabalho de Elifas. Tudo o que ele tocava com as suas mãos, virava coisa colorida, até a dor que ele sentia era motivo de tinta que sorria”, escreveu Elias.

Durante as quatro décadas de carreira, o ilustrador foi responsável por centenas de capas de discos, cds e dvds de cantores brasileiros, além da logomarca do governo federal entre os anos de 2003 até 2011.

O artista gráfico criou  as principais capas de discos nos anos 70, de cantores e compositores como Adoniran Barbosa, Chico Buarque de Holanda, Elis Regina, Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Toquinho e Vinícius de Moraes.

 

 

 

 

 

 

 

Até na política ele deixou sua marca na logomarca do governo petista durante nove anos.

 

 

 

Reportar Erro