Mais Lidas

Em baixa

Hemoal está com menos de 50% do estoque de sangue mínimo

Unidade conta apenas com 128 das 300 bolsas encessárias

acessibilidade:

O estoque de sangue do Hemocentro de Alagoas (Hemoal) está com apenas 42,6% do percentual mínimo necessário nesta terça-feira (12), o que corresponde a 128 bolsas, quando seriam necessárias no mínimo 300. Situação que compromete o atendimento aos alagoanos que necessitam de uma transfusão de sangue para sobreviver, principalmente porque o órgão possui, apenas, cinco bolsas de A positivo e três de O negativo.

Para sanar esta situação, o Hemoal necessita estabilizar o estoque de sangue da unidade, aumentando o número de doadores voluntários. As doações podem ser realizadas por alagoanos que possuem entre 16 e 69 anos de idade e que pesem acima de 50 kg, segundo especificações do Ministério da Saúde (MS).

É imprescindível portar um documento de identificação com foto e estar em perfeito estado de saúde. “Há impossibilidade de realizar a doação, quando o candidato não preenche esses pré-requisitos e seja portador do vírus HIV, sífilis, doença de Chagas e, após os onze anos de idade, tenha contraído hepatite”, explica a assistente social do Hemoal, Maria das Graças Padilha.

Ainda de acordo com a técnica do órgão, também estão proibidos de doar sangue àqueles que foram acometidos pelo Zika vírus nos últimos trinta dias que antecedem a doação. A regra também é válida para os que apresentarem a suspeita da doença nos próximos sete dias após a doação, devendo comunicar o fato ao Hemoal por meio do telefone 3315 2109.

“É necessário estar alimentado e, se for menor de 18 anos, deve estar acompanhado dos pais e portando um documento de identificação oficial e original dos responsáveis”. Já no caso das mulheres, não é permitida a doação para àquelas que estejam grávidas ou amamentando. Para repetir o gesto solidário, elas devem respeitar um prazo de três meses e os homens dois meses. 

Maceió e Interior – As doações, segundo a assistente social do Hemoal, Maria das Graças Padilha, podem ser realizadas nos três postos da Hemorrede Pública de Alagoas, sendo um no interior e dois na capital. Na capital alagoana as doações devem ocorrer no Hemoal Trapiche, situado na Rua Dr. Jorge de Lima, ao lado do Hospital Geral do Estado (HGE). 

O órgão funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h. Já no Hemoal Farol, localizado no Hospital do Açúcar, o atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, no horário das 7h30 às 11h.

Para os voluntários que estejam no interior, as doações podem ser realizadas na sede do Hemocentro Regional de Arapiraca (Hemoar). O órgão está localizado na Rua Geraldo Barbosa, no Centro de Arapiraca, e funciona de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Vídeos Relacionados