Mais Lidas

Honestino Guimarães

Grupo protesta na segunda ponte pela volta do nome "Costa e Silva"

Proposta aprovada pela CLDF não teve participação da população

acessibilidade:

Um pequeno grupo fez um protesto, neste domingo (18), para pressionar a mudança do nome da ponte “Honestino Guimarães”. Os manifestantes pedem que ela volte a se chamar Costa e Silva. A mudança aconteceu no ano passado, por meio de um projeto aprovado pela Câmara Legislativa. A nova nomeação não agradou grande parte dos brasilienses.

A proposta foi aprovada sem a participação da população. Por esse motivo, logo que o PL passou a vigorar, um grupo entrou com ação popular na Vara do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça do DF.

Em apenas um dia e em dois turnos, os parlamentares aprovaram a mudança.  Movimentos sociais pediam o fim da homenagem ao ditador militar. A proposta era trocar o nome da ponte para Honestino Guimarães, líder estudantil desaparecido em 1972. O PL é de autoria do distrital Ricardo Vale (PT). A proposta foi sancionada pelo governador Rodrigo Rollemberg em agosto de 2015.

Vandalismo

A placa que dá o nome à ponte já sofreu com pichações. Em outra ocasião, havia sido coberta com adesivo. Foram mais de oito vezes vandalizada. A última, em abril deste ano, dizia: “Costa e Silva! Esse é o nome!”