Déficit público

Governo Lula registra rombo de R$1,043 trilhão e supera déficit da pandemia

Patamar da dívida é o maio desde abril de 2022.

acessibilidade:
Sede do Banco Central, em Brasília-DF. (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil).

O Banco Central registrou déficit do setor público equivalente a R$ 1,043 trilhão no acumulado de 12 meses até abril. Pela primeira vez, o rombo supera o pico registrado na pandemia de covid-19, que foi de R$ 1,017 trilhão.

A piora significativa nas contas públicas fez disparar a Dívida Bruta do Governo Geral, que atingiu 76% do PIB. Esse é o maior patamar desde abril de 2022, registrado no governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O rombo que equivale a 9,41% do Produto Interno Bruto (PIB), é influenciado também pelo valor dos juros referentes à dívida, que hoje totaliza R$ 776,3 bilhões no período de 12 meses até abril. Essa cifra também alcança um novo marco histórico, que teve início em 2002.

A dívida corresponde às contas do governo federal, despesas do o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e os governos estaduais e municipais.

Reportar Erro