Saúde

Governo investe R$ 3,2 bilhões em saúde no DF

GDF destaca clínicas da família e UPAS entre os feitos na área de saúde

acessibilidade:

Os investimentos em saúde pública no Distrito Federal alcançaram, em 2013, a cifra de R$ 3,2 bilhões. Segundo a Secretaria de Saúde, foram entregues três Clínicas da Família, iniciada a construção de quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e realizadas melhorias em 13 hospitais, além de reestruturação dos serviços e reformas em 15 centros e postos de saúde.

 

As Clínicas da Família ? inauguradas em Nova Colina (Sobradinho); Recanto das Emas e Samambaia ? foram projetadas para prestarem serviços básicos, como vacinação, exames de pré-natal, acompanhamento de doenças crônicas e consultas.

 

Somadas às seis unidades entregues desde 2011, já são nove unidades no DF. As outras estão em Samambaia (4), Areal, em Taguatinga (1), Sobradinho (2), e Recanto das Emas (2).

 

infogra?fico de sau?deUPAs ? Criadas para desafogar as emergências dos hospitais, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) já são uma realidade para os moradores de Samambaia, Recanto das Emas, Núcleo Bandeirante e Recanto das Emas.

 

Quatro novas unidades estão sendo construídas: duas em Ceilândia; uma no Gama; e uma em Sobradinho. Dessas, a localizada na região do Ceilambódromo deverá ser inaugurada em janeiro de 2014 .

 

As novas UPAs terão capacidade para receber de 500 a 700 pacientes por dia e funcionarão 24 horas nas especialidades clínica médica, pediatria e odontologia. Além disso, elas oferecerão exames de imagem (Raio-x), eletrocardiografia e laboratório.

 

CENTROS E POSTOS DE SAÚDE – Mais um avanço no setor foi a entrega de dois postos de saúde nas áreas rurais da Metropolitana (Núcleo Bandeirante) e Ponte Alta (Gama). Além disso, para recuperar as unidades já existentes, foram reformados 11 postos e centros de saúde, localizados em Sobradinho, Planaltina, Gama, Ceilândia e Santa Maria.

 

As estruturas receberam reparos como pintura, troca de piso, substituição do forro do teto, manutenção elétrica e hidráulica, além de ampliação e equipamentos modernos.

 

A reforma das unidades continua com as obras já iniciadas em outros quatro postos das regionais de saúde: Asa Sul, Gama, Guará, e Núcleo Bandeirante. A previsão é que eles sejam entregues em 2014.

 

Também foram inaugurados, este ano, três Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas Infanto- Juvenil (Caps), em Taguatinga, Samambaia e Ceilândia. As estruturas possuem equipes multiprofissionais para tratamento de transtornos mentais infantis e em adultos. Com isso, os moradores do DF passaram a contar com 16 Caps ao todo.

 

ALTA COMPLEXIDADE ? Em apenas um ano, foram instalados 40 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI): 20 no Hospital de Base do DF; 10 no Hospital Regional de Sobradinho; e 10 exclusivos para mulheres, com a criação da primeira UTI Materna do DF, no Hospital Materno Infantil de Brasília.

 

O número de leitos conveniados e contratados também aumentou em 2013: passou de 71 para 90, com a contratação de 19 vagas no Instituto de Cardiologia de Brasília.

 

Com essa expansão, que ocorre desde 2011, o número de leitos de UTI cresceu 185% em três anos, passando de 236 para 437.

 

A rede pública prestou, este ano, atendimento domiciliar com a oferta de suporte semelhante ao de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mais conhecido como Home Care. Atualmente, mais de mil pacientes são beneficiados com esse serviço.

 

ATENDIMENTO AMPLIADO ? O Hospital de Base recebeu um aparelho de tomografia computadorizada e outro de ultrassom. Também foram ampliadas a Ouvidoria, o atendimento psicológico e a oferta de exames de coração e cérebro. No local, foi instalado ainda um sistema eletrônico de marcação de cirurgias, que garante transparência no agendamento de operações.

 

No Hospital Regional do Gama, foi inaugurado o serviço de hemodiálise e implantado o “Teste do Coraçãozinho”. A unidade, que teve o laboratório reformado e recebeu diversas manutenções prediais, também ganhou um novo Consultório de Baixo Risco Pediátrico, uma área para atender vítimas de violência e inaugurou os serviços de pronto atendimento em oftalmologia.

 

Em Planaltina, com a ampliação do Centro Cirúrgico, que conta com quatro salas e uma para Recuperação Pós Anestesia, o hospital passou a fazer, mensalmente, 86 procedimentos emergenciais e 43 eletivos (agendados), quando antes eram 68 procedimentos emergenciais e 12 eletivos. Também foi lançado o pronto atendimento da especialidade pediatria.

 

Já o Hospital Regional de Sobradinho ganhou a reforma da pediatria, e um novo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), que desenvolve ações para a saúde do trabalhador. Um segundo Cerest também foi instalado no Hospital Regional de Santa Maria.

 

Um Centro de Tratamento e Cuidado Especial para os Portadores da Síndrome de Down (CrisDown) foi inaugurado no Hospital Regional da Asa Norte. O local também recebeu reforma para construção do Centro Ambulatorial Especializado, com 22 consultórios. Foram criados, ainda, serviços de pronto-atendimento em oftalmologia.

 

O Hospital Regional do Paranoá ganhou três novas saldas de cirurgia, brinquedoteca, sala exclusiva para cirurgias urológicas, além da implantação de operações urológicas e ampliação do atendimento ortopédico.

 

O Hospital Materno Infantil de Brasília recebeu cinco máquinas de anestesia com tecnologia de ponta, um ambulatório para crianças com fibrose cística, reforma do ambulatório e enfermarias e manutenção na estrutura do prédio.

 

O Hospital da Criança de Brasília José Alencar iniciou o processo para Construção do Bloco II, que terá 21 mil m² construídos, 164 leitos de internação e 38 de UTI, centro cirúrgico, central de material esterilizado, áreas de apoio, laboratórios de análises clínicas e laboratórios especializados.

 

Também merecem registros diversas outras melhorias: entrega da brinquedoteca e de 43 equipamentos fisioterapêuticos no Hospital Regional do Guará; ampliação do pronto-socorro e reforma do centro cirúrgico do Hospital de Samambaia; instalação de Banco de Leite no Hospital Regional de Ceilândia e instalação da 2º brinquedoteca para as crianças do Hospital de Taguatinga.