Pandemia

Governo Doria compra mais 2 milhões de testes rápidos para Covid

Os testes têm 98% de grau de efetividade e o resultado sai em 15 minutos

acessibilidade:
A medida visa ampliar as políticas de testagens e o monitoramento de casos de coronavírus

O governo do estado de São Paulo comprou mais 2 milhões de testes rápidos para Covid-19. Todos os 645 municípios receberão os testes, que serão disponibilizados até fevereiro. Em 15 minutos será possível saber se uma pessoas está infectada, ou não, os testes têm grau de efetividade de 98%.

Aquisição faz parte do conjunto de ações estaduais para ampliar as políticas de testagem e o monitoramento dos casos, além de evitar a propagação do novo coronavírus, conforme ressaltou o governador João Doria. “Governo de São Paulo liberou mais R$ 12 milhões para aquisição de mais 2 milhões de testes rápidos, que estarão disponíveis na rede estadual, agora, no início de fevereiro. Quero acrescentar que são mais 2 milhões de testes, nós já temos comprado, um volume substancial de testes, São Paulo já comprou vinte e dois milhões e quatrocentos mil testes desde o início da pandemia. É o estado com maior investimento em testes e o que mais testou no Brasil, até o presente momento”.

Segundo o último boletim divulgado pela secretaria de Saúde estadual, São Paulo tem 4.488.929 casos de Covid-19. Nas duas últimas semanas, foi registrado aumento de 58% das internações em leitos de UTI e de 99% nas enfermarias. Em busca da contenção de casos, Doria recomendou que eventos, shows e atividades esportivas devem seguir medidas rígidas de controle sanitário.

O governo do estado reforça recomendações para evitar a disseminação do coronavírus. Após a constatação de uma alta elevação no número de casos do coronavírus em São Paulo e deliberação dos médicos que compõe o comitê científico do estado de São Paulo o governo decidiu recomendar que organizadores de eventos públicos, especialmente os musicais e esportivos, para que reforcem medidas preventivas para evitar a disseminação da Covid”, destacou Doria.

Reportar Erro