Mais Lidas

Faltas rotineiras

Gondim admite que pode haver nível grande de faltas na saúde do DF

Nível de absenteísmo pode chegar a 40% na rede pública do DF

acessibilidade:

Após denúncia do presidente do Conselho de Saúde do DF, Helvécio Ferreira Lima, na última semana, o secretário de Saúde, Fábio Gondim, admitiu que pode haver muitas faltas na saúde no DF. Helvécio havia declarado que cerca de 48% dos funcionários não comparecem ao trabalho regularmente. Segundo ele, não há falta de médicos na saúde pública. “É um mito. Não é falta de médico, a estruturação de serviço que está equivocada. Isso tem que acabar”, disse Helvécio.

Gondim afirmou ter recebido relatórios sobre o caso e que, se estiverem corretos, o “nível de absenteísmo é muito grande”. “Estou checando os relatórios. Se estiverem certos, há de 30% a 40% de absenteísmo no geral, não só médicos”, disse Gondim.

Falta de médicos

Neste fim de semana, a UPA de Sobradinho deixou de atender pacientes por falta de médicos. Segundo a Secretaria de Saúde, médicos serão remanejados para o serviço seja mantido.