90% folha de pagamento

Gastos do Judiciário batem recorde: R$ 132,8 bilhões

Maior fatia dos gastos é com pagamento de pessoal

acessibilidade:
STF Foto: Antonio Augusto/SCO/STF

Os gastos do Judiciário em 2023 bateram recorde histórico e alcançou os R$132,8 bilhões, revela o relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A maior fatia deste montante, 90%, foi para pagar a folha de pessoal.

Em 2022, consta no painel do CNJ, os gastos ficaram em pouco mais de R$116 bilhões, ou seja, o Judiciário aumentou os gastos em cerca de 9% de um ano para o outro.

Os números são divulgados no momento em que o Senado, por iniciativa de Rodrigo Pacheco (PSD-MG), discute turbinar ainda mais os vencimentos de carreiras do Judiciário e do Ministério Público. Pacheco é autor da PEC do Quinquênio, que pode ter impacto de mais de R$82 bilhões em quatro anos.

 

Reportar Erro