Segurança Pública

Fraga acusa GDF de camuflar ocorrências policiais no Carnaval

Deputado afirma que o relatório quer camuflar a realidade

acessibilidade:

O deputado Alberto Fraga (DEM) divulgou nota nesta sexta-feira (12) onde questiona o balanço de ocorrências policiais durante o Carnaval, divulgado pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal.

Fraga afirma que o relatório quer camuflar a realidade da violência no DF, “o levantamento reforça a postura do atual governo de "inventar fórmulas" no sentido de amenizar problemas que não consegue resolver”. Alegando que foram ignoradas as mortes violentas em que a vítima morreu a caminho do hospital ou durante o primeiro atendimento médico.

Fez referência a exclusão da morte de um rapaz na Funarte, “o GDF alegou que o crime não deveria entrar no cálculo por se tratar de evento  pré-carnaval”. Também citou outro caso, “o governo também excluiu do balanço o caso do soldado do Exército de 19 anos que esfaqueou dois homens dentro de um vagão do Metrô na rodoviária do Plano Piloto. A justificativa foi de que a área interna das estações não é competência da Segurança Pública”.

Em relação a esses fatos o parlamentar afirma “é óbvio que o objetivo foi um só: fugir da responsabilidade. Afinal é papel do Estado garantir a segurança do cidadão onde quer que ele esteja”.

Fraga finaliza a nota termina declarando sua opinião sobre o governo de Rodrigo Rollemberg “um governo sério deveria enfrentar problemas com planejamento e estratégias. Não com dados manipulados, que dão a falsa sensação de segurança” e afirma “a população está sofrendo com o aumento da criminalidade e não vai ser enganada com informações que não correspondem com a realidade”.

Reportar Erro