Mais Lidas

MÁFIA NO SERTÃO ALAGOANO

Ex-vice-prefeito caçado por desvio de R$ 5 milhões se entrega à PF

Vieira do Povão foi alvo da PF por desvio milionário em 4 meses

acessibilidade:

Vieira foi alvo da Operação Deusa da Espada (Ítallo Temóteo/Radar89)

O ex-vice-prefeito do município alagoano de Canapi, Genaldo Soares Vieira (PTdoB), entregou-se à Superintendência da Polícia Federal em Maceió, na manhã desta segunda-feira (15). O político conhecido como “Vieira do Povão” foi o último alvo da Operação Deusa da Espada, deflagrada na última sexta-feira (12) contra uma organização criminosa acusada de desviar R$ 17 milhões em recursos da prefeitura do município sertanejo, entre 2015 e 2016.

Vieira do Povão foi preso preventivamente, por autorizar gastos de R$ 5,1 milhões, ilegalmente, ao suceder o ex-prefeito Celso Luiz (PMDB), após este ser afastado do cargo pela Justiça em agosto de 2016. Do montante de recursos desviados da educação, R$ 200 mil foram pagos a título de “salários atrasados” a Celso Luiz, que também foi indiciado e preso na sexta-feira (12), nesta que foi a segunda fase da Operação Triângulo das Bermudas.

O mesmo valor de R$ 200 mil foram gastos na contratação de bandas de forró para festas de fim de ano em Canapi. Os recursos eram do antigo Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério).

Os investigadores da PF afirmam que o ex-prefeito Celso Luiz ofereceu dinheiro para seu vice continuar o esquema criminoso de desvios pelos quais a PF também responsabiliza os ex-secretários municipais Jorge Valença Neves Neto e Carlos Alberto dos Anjos Silva, que foram presos na sexta.

Segundo as investigações, mais de R$ 10 milhões foram desviados somente em um ano da gestão o prefeito Celso Luiz, que é aliado histórico do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), no Sertão de Alagoas.