Mais Lidas

Não houve vítimas

Especialista ressalta a importância de inspeções: 'prédios estão velhos'

E frisou a importância dos síndicos se atinarem sobre o valor da prevenção

acessibilidade:

O Diário do Poder conversou com o Aldo Jr., o Dr. Condomínio, sobre as consequência do desabamento da laje que sustentava o piso em frente ao bloco C,  na quadra residencial 210/N,  e esmagou  25 veículos que estavam na garagem.

Sem querer falar precipitadamente sobre a causa do desabamento, apenas afirmando que o sinistro ocorreu por motivo de "força maior', o Dr. Condomínio  ressaltou a importância dos síndicos se atinarem sobre o valor da prevenção. " Os prédios de Brasília estão envelhecidos e os sídicos e administradores não estão se atentando para essas manutenções, principalmente de engenharia pericial e pericias prediais".

Para o especialista a lição que fica é que os administradores precisam entender que as edificações carecem de inspeção, com um documento feito por um engenheiro civil. " As vezes os síndicos identificam uma rachadura e pensam que não é nada e não chamam um profissional para identificar aquela patologia"

Aldo Jr. também destacou  que os síndicos costumam fazer seguros sem as coberturas necessárias, "fazem muito aquém do valor que seria necessário". E questionou. "E nesse caso, será que o seguro vai cobrir os gatos?".

Segundo Aldo Jr., os moradores prejudicados poderão acionar o síndico, civil e criminalmente, caso ele não tenha feito um seguro que dê a cobertura necessária neste sinistro.

Desabamento na Asa Norte

 De acordo com relatos de moradores, por volta de 6h50 da manhã, um forte estrondo seguido de sons de alarmes acordou a todos. Ao olharem na janela, o piso gramado em frente ao bloco havia cedido. Não houve vítimas.