Mais Lidas

PF investiga

Empresa de maconha levou R$48 milhões da Bahia dez meses depois de aberta

HempCare recebeu a bolada do governo da Bahia antes de assinar contrato

acessibilidade:
Rui Costa (PT), governador da Bahia, investigado por corrupção no Consórcio Nordeste.

A empresa de produtos de maconha HempCare, contratada pelo Consórcio Nordeste por meio do governo da Bahia para fornecer 300 respiradores durante a pandemia, não chegou a completar um ano de criação quando fechou o negócio de R$48 milhões pagos por Rui Costa (PT). Tudo sem licitação. E sem entregar a mercadoria.

A empresa e o petista são investigados pela Polícia Federal. A HempCare foi registrada em junho de 2019 e apenas dez meses depois fez o “negócio da China”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A empresa que vende produtos à base de maconha recebeu os R$48 milhões antes de assinar o contrato, como nunca na história deste País.

Um dos sócios da HempCare, Luiz Henrique Ramos Jovino, foi sócio de dois parentes do vereador Eduardo Suplicy (PT-SP) em São Paulo.

No registro da HempCare, o endereço em apartamento em condomínio residencial do Morumbi com muitos luxos e nenhum comércio.

Reportar Erro