Eleições 2014

PPS vetou acerto de Eliana com Arruda

Eliana Pedrosa fechou acordo para ser vice de Arruda, mas o PPS vetou

acessibilidade:

A deputada distrital Eliana Pedrosa, presidente regional do PPS, chegou a ser anunciada nesta segunda-feira como a candidata a vice do candidato a governador José Roberto Arruda (PR), após a desistência do clã Roriz de se fazer representar na chapa. O problema é que a direção nacional do seu partido resolveu vetar o acordo.

Arruda tem apoio de vários partidos, incluindo o PTB, que indicou à reeleição o senador Gim Argello, que definiu como suplentes Weslian Roriz, mulher do ex-governador Joaquim Roriz, e Ana Christina Kubitschek Pereira, mulher do ex-governador Paulo Octavio.

O ex-gpvernador aguardou por duas outras opções prioritárias, antes de se fixar no nome de Eliana Pedrosa para vice. Ele insistiu muito para que sua vice fosse a deputada distrital Liliane Roriz, que em princípio aceitou e depois declinou do convite. O candidato a governador se fixou então na irmã dela, deputada federal Jaqueline Roriz, que foi condenada com Arruda em um dos processos resultantes da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal.

Com a recusa de Jaqueline Roriz de integrar sua chapa, Arruda passou a trabalhar para que o PSDB desistisse de candidatura própria ao governo do DF, mas o partido de Aécio Neves – que lidera as pesquisas de intenção de voto para presidente, entre eleitores do DF – ratificou o nome do deputado federal Luiz Pitiman, em concorrida convenção regional que reuniu mais de dois mil participantes. Na noite desta segunda-feira, o PPS finalmente confirmou a decisão, já ratificada pela direção nacional do PSDB, de apoiar Pitiman e indicar seu vice na chapa: o sociólgo Adão Cândido, membro de sua executiva nacional.

Reportar Erro