Vandinho da Sucupira

Justiça proíbe vereador violento do PT a se aproximar da mulher

Evandro da Silva Santos foi preso na noite de sábado (6/7), mas liberado após pagar fiança

acessibilidade:
Policiais encontraram a mulher sangrando durante o ocorrido, Vandinho, o agressor, também estava ensanguentando. / Foto: Reprodução/Redes Sociais/Montagem: Revista Oeste

O Tribunal de Justiça do Sergipe (TJSE) determinou o cumprimento de medidas restritivas ao vereador Evandro da Silva Santos (PT), do município de Nossa Senhora das Dores, no interior de Sergipe. O petista foi preso na noite do último sábado (6), acusado de agredir covardemente sua companheira. O autor do crime foi liberado após pagar a fiança.

Nesta segunda-feira (8/7), a juíza Elaine Celina Afra da Silva Santos, determinou que o agressor cumpra algumas medidas cautelares, no intuito de garantir a proteção da mulher.

Durante a investigação do possível caso de violência doméstica, a magistrada impôs ao petista:

I – Proibição de aproximação e de contato com a ofendida, e de seus familiares, devendo ser respeitado o limite mínimo de distância de 200 metros entre estes;

II – Proibição de contato com a ofendida, seus familiares e testemunhas por qualquer meio de comunicação; e

III – Proibição de frequentar o lar da ofendida, domicílio ou local de convivência dela, bem como o seu local de trabalho. ”

Em caso de descumprimentos das determinações impostas pela magistrada, o vereador poderá ter sua prisão preventiva decretada.

Como foi o ocorrido

A agressão ocorreu na cidade vizinha de Cumbe. De acordo com a Polícia Civil, o vereador que é conhecido como Vandinho da Sucupira, estava em uma festa com sua companheira quando iniciou uma discussão.

Testemunhas que estavam no local, acionaram os serviços da Polícia Militar (PM) durante a briga. A mulher estava com a boca ferida e a roupa ensanguentada, enquanto o político também estava com a camisa coberta de sangue. De acordo com a polícia, essa não seria a primeira vez que as agressões aconteceram.

A PM encaminhou o casal para uma unidade de saúde em Nossa Senhora da Glória, onde passaram pelos devidos atendimentos médicos. Vandinho foi detido na delegacia municipal, mas liberado após pagar uma fiança no valor de R$ 2,8 mil. A mulher não teve a identidade revelada.