suplente

Nelson Barbudo deve assumir vaga de Amália Barros na Câmara

Filiado ao PL, ex-deputado teve passagem pela Câmara dos Deputados em comissões ligadas ao agronegócio e ao meio ambiente.

acessibilidade:
Nelson Barbudo (PL)

O ex-deputado federal Nelson Barbudo (PL-MT) deve assumir a vaga deixada pela deputada Amália Barros (PL-MT) na Câmara. A congressista morreu no domingo (12), aos 39 anos, vítima de complicações causadas por um nódulo no pâncreas.

Barbudo, 64 anos, foi eleito deputado federal em 2018 pelo PSL, o mesmo partido que elegeu o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) naquele ano. Nas eleições de 2022, não obteve votos suficientes e ficou como 1º suplente de seu atual partido, o PL de Mato Grosso.

Em seu primeiro mandato, o então deputado, que é agricultor, atuou como líder da chamada bancada ruralista. Foi autor de projetos de lei, como o da ampliação e regulamentação da caça de animais silvestres no Brasil.

Barbudo também apresentou uma proposta em que proibia o termo “carne” em alimentos que não são de origem animal. Além disso, também escreveu um projeto em que limita os valores das multas ambientais. Todas as proposições seguem em transição na Casa Baixa.