Veja essa

Em boa forma como influencer, Cabral depõe em cadeira de rodas

O ex-governador do Rio depôs na ação penal em que é acusado de repassar propina ao ex-governador Luiz Fernando Pezão

acessibilidade:
Sérgio Cabral saindo 7ª Vara Criminal Federal, no centro do Rio — Foto: Paulo Carneiro/Ato Press/Agência O Globo

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral prestou novo interrogatório à Justiça Federal, nesta segunda-feira (20). É o primeiro após ser liberado para cumprir prisão domiciliar. 

Cabral depôs no âmbito de um dos processos da Operação Lava-jato, na ação penal em que é acusado de repassar propina ao ex-governador Luiz Fernando Pezão (MDB), que foi absolvido no caso no ano passado. Cabral chegou a ser condenado, mas a sentença foi anulada e retornou à primeira instância para novo julgamento.

Cabral chegou à 7ª Vara Federal Criminal, no Centro do Rio, de cadeira de rodas contrastando com o que mostra nas redes sociais. O ex-governador alegou dificuldade de locomoção causada por três hérnias de disco.

Dois dias antes do depoimento, Cabral publicou fotos com sua família e em boa forma, além de compartilhar seu dia a dia com a rotina animada, dicas de filmes e em programações diversas.

Em vídeos nas redes sociais, Cabral afirmou que está com problema em três vértebras da lombar e afirmou que pedirá à Justiça a retirada da tornozeleira eletrônica para fazer uma ressonância magnética.

O ex-governador pediu o novo interrogatório para negar as próprias declarações anteriores na ação, em fevereiro de 2020, em delação premiada com a Polícia Federal onde confirmou que realizava repasses mensais de R$150 mil a Pezão.