Caso Neri Geller

‘Deram a cabeça do Neri Geller de presente para salvar o PT’, diz deputado

Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) vê erro em decisão do governo Lula de exonerar secretário responsável por licitação de arroz

acessibilidade:

Pedro Lupion (PP-PR), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), criticou a decisão do governo federal de demitir o secretário de Política Agrária, Neri Geller, depois do cancelamento do leilão para compra de arroz importado.

Para Lupion, a demissão de Geller teria servido de cortina de fumaça para poupar o presidente presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto (PT). O leilão de arroz foi anulado por suspeita de corrupção no seu processo.

“Deram a cabeça do secretário Neri Geller de presente para salvar o PT. Para que não houvesse nenhum desgaste do próprio Edegar Pretto. Essa que é a grande realidade que estão tapando o sol com a peneira”, disse Lupion durante sessão de ontem (12) da Comissão de Agricultura da Câmara.

O congressista diz que a realização de um novo leilão deverá repetir os mesmos problemas encontrados no anterior que foi cancelado.

“Já estão falando em fazer um novo leilão. Mais uma vez, vai ter falcatrua por aí”, previu o deputado. “Leilão só vai servir para desregular o mercado de arroz do País e desincentivar os produtores rurais. Os R$ 7 bilhões que querem utilizar para comprar esse arroz dá para financiar 5 milhões de hectares de plantio de arroz. É uma loucura” concluiu.