Compra suspeita

Deputado acusa governo de atuar para esvaziar CPI do Arrozão

O parlamentar disse que alguns colegas não assinaram CPI do Arrozão por orientação do governo

acessibilidade:
Dep. Zucco (PL - RS) (Foto: Agência Câmara)

O deputado federal Luciano Zucco (PL-RS) disse, nesta quarta-feira (19), que o governo Lula (PT) orientou parlamentares da base de apoio a não apoiarem a CPI do arrozão, que tem como objetivo investigar possíveis irregularidades na compra do arroz importado.

“Ontem estava no elevador parlamentar e pedi apoio de um deputado de centro”, iniciou Zucco. “Ele me disse: ʽolha, Zucco, eu queria assinar, mas o governo orientou que a gente não assine a CPI do Arrozãoʼ. Olha só, teve parlamentar que assinou e tirou a assinatura de ontem para hoje”.

O deputado ainda comentou sobre a CPI do Arrozão, “não derrubou só um secretario –  Neri Geller, mas vai ter ministro que vai cair e, dependendo do quanto avançamos, podemos estar nos aproximando de um petrolão”. As declarações foram feitas durante a Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, que recebe o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro.

O deputado sinalizou ao ministro que, “se houve um ataque especulativo no preço do arroz” no Brasil, aconteceu “por causa do governo”. Segundo ele, o Executivo Federal foi “irresponsável” por anunciar um leilão de 1 milhão de toneladas do cereal.

“O senhor fala de um ataque especulativo, mas o senhor sabe bem que, diferente da soja, o arroz consumido nas Américas é diferente do asiático”, comentou. “O ataque especulativo veio do próprio governo”.