Reunião

PF intima Bolsonaro a depor sobre suposta tentativa de golpe

O depoimento acontecerá na sede da Polícia Federal em Brasília na quinta-feira (22), às 14h (horário de Brasília)

acessibilidade:
Ex-presidente Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução Facebook
Ex-presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução Facebook)

A Polícia Federal (PF) intimou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para prestar depoimento sobre a suposta tentativa de golpe para mantê-lo na Presidência. O depoimento acontecerá na sede da PF em Brasília na quinta-feira (22), às 14h (horário de Brasília), conforme confirmado pela sua defesa. 

Em 8 de fevereiro, Bolsonaro e seus aliados foram alvos da operação Tempus Veritatis da PF. O ex-presidente teve que entregar seu passaporte às autoridades e não pôde deixar o país. Durante a operação, o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, foi preso por posse ilegal de armas, mas posteriormente foi libertado após 3 dias. 

A defesa de Bolsonaro solicitou a devolução do passaporte do ex-presidente e pediu que à medida que proíbe sua saída do país seja convertida em restrições mais brandas, em 14 de fevereiro de 2024. 

A investigação sobre a suposta tentativa de impedir a transição de poder ganhou destaque após a delação do ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, Mauro Cid.  

A Polícia Federal também encontrou no computador do militar um vídeo de uma reunião ministerial realizada em 5 de julho de 2022. Nessa reunião, o ex-presidente incentivou os ministros a aderirem ao discurso contra o sistema eleitoral, acusou ministros do TSE de receber dinheiro para fraudar as eleições e afirmou que não venceria a “guerra” apenas com “papel e caneta”.  

 

Reportar Erro