Cepea

Leite: Preço para o produtor avança 4,5% em janeiro

O aumento dos preços para os produtores persiste devido à redução da produção no campo

acessibilidade:
O consumo de produtos derivados no final da cadeia está extremamente sensível ao aumento dos preços (Foto: Pixabay).

O preço do leite captado em janeiro registrou a terceira alta consecutiva, de 4,5%, considerando-se a “Média Brasil”, chegando a R$ 2,1347/litro, conforme dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. No entanto, essa média ainda está 23,3% abaixo da registrada em janeiro de 2023, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IPCA de janeiro de 2024). 

O aumento dos preços para os produtores persiste devido à redução da produção no campo, o que, por sua vez, tem intensificado a competição entre laticínios e cooperativas pelos fornecedores. O Índice de Captação Leiteira (ICAP-L), calculado pelo Cepea, registrou uma queda de 1,85% de dezembro para janeiro. No período acumulado de novembro de 2023 a janeiro de 2024, a captação recuou 4,1%. 

Por um lado, condições de seca e calor têm impactado negativamente a produção desde setembro do ano passado. Por outro lado, as margens apertadas dos pecuaristas levaram a uma redução nos investimentos dentro das fazendas, reforçando o cenário de oferta limitada no momento. 

Os agentes do mercado esperam que os preços do leite cru continuem a subir nos próximos meses. No entanto, dois fatores devem limitar esse movimento de valorização no campo: consumo interno e importações. 

De acordo com informações obtidas pelo Cepea, o consumo de produtos derivados no final da cadeia está extremamente sensível ao aumento dos preços. Nesse contexto, as indústrias de laticínios têm enfrentado desafios para repassar o aumento do custo da matéria-prima durante as negociações com os canais de distribuição. Paralelamente, as importações de produtos lácteos continuam a contribuir significativamente para o volume total, exercendo pressão sobre as cotações no mercado interno. 

 

Reportar Erro