Ucrânia

Girão pede que Senado escute Zelensky para ‘gerar um equilíbrio’

De acordo com o senador, o objetivo é contribuir efetivamente para a construção de um acordo de país junto ao país invadido pela Rússia

acessibilidade:
Segundo Girão, a audiência poderia ser uma maneira de equilibrar a postura do governo do presidente Lula (PT) em relação ao conflito (Foto: Ukranian Presidential Press Service.)

O Senador Eduardo Girão (Novo-CE) propôs um requerimento na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional para que o presidente da Ucrânia, Volodyyr Zelensky, Presidente da Ucrânia, compareça no Senado para debater as dificuldades que a Ucrânia enfrenta ao estabelecer relações diplomáticas com o Brasil.

“Nós juntos pedimos que o presidente da Ucrânia, Zelensky, seja ouvido pela Comissão de Relações Exteriores sobre a guerra também, para gerar um equilíbrio, já que o governo brasileiro está ignorando a Ucrânia”, disse Girão. 

De acordo com o senador, o objetivo é contribuir efetivamente para a construção de um acordo de país junto ao país invadido pela Rússia. “Nosso objetivo não é tomar partido de nenhum dos dois lados nesse conflito. O povo russo merece o mesmo respeito que o povo ucraniano. O nosso objetivo é contribuir efetivamente para a busca da paz“, completou. 

Segundo Girão, a audiência poderia ser uma maneira de equilibrar a postura do governo do presidente Lula (PT) em relação ao conflito. Na visão dele, o governo brasileiro tem manifestado respaldo à Rússia e às iniciativas lideradas pelo presidente russo Vladimir Putin.  

Eu estive com o embaixador da Ucrânia aqui no Brasil, e ele estava tendo dificuldade para encontrar diálogo com o governo brasileiro. E eu vejo a Rússia, por exemplo, tendo uma facilidade. Já foram recebidos emissários pelo menos duas vezes pelo governo Lula. Então, são dois pesos e duas medidas inaceitáveis para a história que o Brasil tem, de neutralidade“, completou. 

 

Reportar Erro