Paraná

Após fuga em Mossoró Fernandinho Beira-Mar é transferido

Beira-Mar foi condenado a mais 300 anos de prisão por tráfico de drogas, homicídios, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

acessibilidade:
Além de Beira-Mar, outros 22 detentos também foram transferidos (Foto: Brunno Dantas/TJRJ)

O traficante Luiz Fernando da Costa, conhecido como Fernandinho Beira-Mar, um dos chefes do Comando Vermelho (CV) foi transferido do Presídio Federal de Mossoró (RN) para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná. Essa mudança ocorreu após a fuga de dois presos da unidade de segurança máxima de Mossoró em 14 de fevereiro. Além de Beira-Mar, outros 22 detentos também foram transferidos do presídio no Rio Grande do Norte.

Beira-Mar cumpre sentença de mais de 300 anos de prisão por crimes como tráfico de drogas, homicídios, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Ele é um dos líderes do Comando Vermelho, uma organização criminosa com base no Rio de Janeiro (RJ).

“Ressalta-se que o remanejamento de presos no âmbito do Sistema Penitenciário Federal é medida importante para seu perfeito funcionamento, pois visa impedir articulações das organizações criminosas dentro dos estabelecimentos de segurança máxima, além de enfraquecer e dificultar vínculos nas regiões onde se encontram as Penitenciárias Federais”, disse a Senappen (Secretaria Nacional de Políticas Penais). 

Reportar Erro