Ex-prefeito de SP

STF arquiva inquéritos e livra Kassab de processos na Lava Jato

Kassab era investigado por supostas práticas de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

acessibilidade:
Os inquéritos foram iniciados após delações premiadas. (Foto: Agência Senado).

O Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou dois inquéritos contra o ex-prefeito da capital paulista e atual secretário de Governo e Relações Institucionais de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD).

Kassab era investigado por supostas práticas de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Os inquéritos foram iniciados após delações premiadas de executivos da Odebrecht durante a Operação Lava Jato.

Uma das investigações apurava possíveis repasses indevidos durante a realização de diversas obras viárias em São Paulo.

O outro inquérito apurava supostas solicitações de “vantagens indevidas” pelo ex-prefeito de São Paulo à Odebrecht, como garantia para a realização da obra do Túnel Roberto Marinho, em 2008.

Os delatores afirmaram que supostos pagamentos somariam mais de R$ 20 milhões, sendo usados na campanha de Kassab à reeleição em 2008, e na criação do Partido Social Democrático (PSD).

O relator do caso na Corte, ministro Dias Toffoli concluiu que as declarações dos delatados “não foram corroborados por elementos independentes de prova”.

O magistrado concluiu também que “não há indicação das circunstâncias em que foram feitos os supostos pagamentos”, e que planilhas apresentadas sobre os casos não poderiam ser consideradas como provas.

Reportar Erro