Exame Nacional do Ensino Médio

Provas do Enem 2024 serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro; veja o cronograma

As inscrições devem ser feitas na Página do Participante da plataforma do portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep)

acessibilidade:
O gabarito oficial será divulgado no dia 20 de novembro. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil).

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2024 serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro. O gabarito oficial será divulgado no dia 20 de novembro.

As informações foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) nesta segunda-feira (13).

As pessoas interessadas em fazer o exame, terão o prazo de 27 de maio a 5 de junho para realizarem a inscrição.

As inscrições devem ser feitas na Página do Participante da plataforma do portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep).

A taxa de inscrição (R$ 85) deve ser paga de 27 de maio até 12 de junho. As solicitações para tratamento por nome social e para atendimento especializado devem ser apresentadas até 7 de junho.

Veja abaixo o cronograma do Enem:

Inscrições: 27/5 a 7/6/2024;
Pagamento da taxa de inscrição: 27/5 a 12/6/2024;
Tratamento pelo nome social: 27/5 a 7/6/2024;
Atendimento especializado Solicitação: 27/5 a 7/6/2024;
Resultado: 17/6/2024;
Recurso: 17/6 a 21/6/2024;
Resultado do recurso: 27/6/2024;
Aplicação: 3 e 10/11/2024;
Divulgação do gabarito: 20/11/2024;
Divulgação do resultado: 13/1/2025.

Provas:

Primeiro dia de provas (3 DE NOVEMBRO): exames: Linguagens, Ciências Humanas e Redação;

Abertura dos portões – 12h;

Fechamento dos portões – 13h;

Início das provas – 13h30; término – 19h.

Segundo dia de provas (10 de novembro): exames: Ciências da Natureza e Matemática;

Abertura dos portões – 12h;

Fechamento dos portões – 13h;

Início das provas – 13h30; término – 18h30.

Isenção de pagamento:

Para obter isenção da taxa de inscrição no Enem 2024, o participante deve comprovar que cumpre algum dos seguintes critérios entre eles:

Ser aluno do 3º ano do ensino médio na rede pública;

Ter feito o ensino médio completo na rede pública ou em escola particular com bolsa integral, desde que com renda per capita abaixo de 1,5 salário mínimo;

Ser de família em situação de vulnerabilidade social, com inscrição no CadÚnico.