Natal recheado

MP do Ceará gasta R$16,4 milhões em bônus natalino para promotores e procuradores

Com o salário e outros adicionais, o contracheque dos beneficiados chegou a atingir rendimentos de até R$127,3 mil

acessibilidade:
Os valores individuais do bônus variaram de acordo com o cargo. (Foto: MPCE).

O Ministério Público do Ceará desembolsou R$16,4 milhões em bônus natalino para 453 procuradores e promotores do Estado.

Os pagamentos foram feitos em duas parcelas, uma em junho (R$7,7 milhões) e outra em dezembro de 2023 (R$8,7 milhões), conforme consta no Portal da Transparência do MP.

Os valores individuais do bônus variaram de acordo com o cargo, com um funcionário recebendo até R$21.478 em dezembro.

Com o salário e outros adicionais, o contracheque dos beneficiados chegou a atingir rendimentos de até R$127,3 mil.

A informação foi divulgada pelo jornal Estado de S. Paulo, e aponta que a gratificação chegou a R$40 mil para cada membro do Ministério Público estadual, turbinando os contracheques com verbas fora do teto.

Apesar do teto salarial de R$41.650 imposto pela Constituição Federal, bônus de Natal, verbas indenizatórias e outras vantagens não são considerados, permitindo a existência dos chamados “supersalários”.

Ao jornal, o MP do Ceará não se manifestou até o momento. O espaço segue aberto para manifestação.

Reportar Erro