Ação

Manifesto do PT & cia. apoia ditadura da Venezuela

O manifesto também acusa o governo dos Estados Unidos de promover uma campanha difamatória sobre as eleições presidenciais venezuelanas

acessibilidade:
Ditador da Venezuela, Nicolás Maduro. (Foto: Reprodução/Redes Sociais).

Movimentos de esquerda no Brasil emitiram um manifesto em apoio a ditadura venezuelana de Nicolás Maduro, repudiando qualquer tentativa de desestabilização do processo eleitoral.

O pleito está marcado para 28 de julho.

O manifesto também acusa o governo dos Estados Unidos de promover uma campanha difamatória sobre as eleições presidenciais venezuelanas, com o objetivo de instaurar uma crise política no país.

Entre os apoiadores do manifesto estão o Partido dos Trabalhadores (PT), o Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Sem Terra (MST), o Movimento Brasil Popular (MBP), o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e a União da Juventude Socialista (UJS).

A informação foi divulgada pelo jornal Revista Oeste.

Entre os deputados que apoiam a causa estão:

Airton Faleiro, deputado federal (PT-PA)

Dilson Marcom, deputado federal (PT-RS)

João Daniel, deputado federal (PT-SE)

Marina do MST, deputada estadual (PT-RJ)

Messias, deputado estadual (PT-CE)

Nilto Tatto, deputado federal (PT-SP)

Orlando Silva,  deputado federal (PCdoB-SP)

Rosa Amorim, deputada estadual (PT-PE)

Valmir Assunção, deputado federal do (PT-BA).

A ditadura de Nicolás Maduro na Venezuela tem tido graves consequências, incluindo violações dos direitos humanos, perseguição, colapso econômico, miséria, fome e um grande número de refugiados.

Segundo as Nações Unidas, esses problemas persistem no país.

 

Reportar Erro